Notícias

Manteiga dos Açores reconhecida como DOP

 

Foi publicado no Jornal Oficial da União Europeia do passado dia 17 de Novembro o registo da denominação “Manteiga dos Açores” (DOP), enquanto produto da classe 1.5. Matérias gordas (manteiga, margarina, óleos, etc.).

O pedido de registo havia sido publicado neste Jornal a 20 de Julho, contendo a descrição do produto “Designa-se por «Manteiga dos Açores» a manteiga obtida exclusivamente da nata pasteurizada proveniente de leite cru de vaca, com ou sem adição de sal. Em caso de adição de sal, a quantidade máxima é de 2 g/100 g.

A «Manteiga dos Açores» caracteriza-se por ser um produto:

— Sem qualquer tipo de adição de fermentos lácteos, corantes ou conservantes;

 — Com valores de Betacaroteno ≥ 5 mg KOH/g (método de cromatografia líquida de alta eficiência), o que lhe confere uma cor amarela a amarela intensa;

— Com aroma e sabor intenso, pautado por um paladar lácteo e fresco;

 — Com valores de matéria gorda entre 81 % e 86 %;

— Com textura compacta, uniforme e suave, que torna o produto fácil de barrar”

 

A produção quer do leite quer da manteiga terão que ocorrer no Arquipélago dos Açores. É reconhecida a especificidade da alimentação das vacas ser feita com acesso à pastagem durante todo o ano, o que confere ao produto um teor elevado de betacarotenos.


Fonte: Jornal Oficial da União Europeia Consultar fonte
Data de publicação: 04/12/2023 11:39