FPAS cria Guia para o Desenvolvimento Sustentável da Suinicultura em parceria com Academia



Fonte da imagem: Goaldoneway - Participantes da reunião

Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro (UTAD), Universidade de Évora e Universidade de Lisboa são parceiros da Federação Portuguesa de Associações de Suinicultores (FPAS) na criação do "Guia para o Desenvolvimento Sustentável da Suinicultura: efluentes, emissões e energia".

A primeira fase do “Guia para o Desenvolvimento Sustentável da Suinicultura: efluentes, emissões e energia” é a elaboração de um diagnóstico da situação atual, seguindo-se um plano de ação de médio e longo prazo para o setor nas referidas áreas. Esta Federação afirma, nas palavras do seu vice-presidente, David Neves, que «o setor da suinicultura, percebendo os desafios que se lhe apresentam, pretende trazer o saber da academia para o terreno. A parceria estabelecida com a academia para a elaboração deste guia é uma iniciativa que nos garante que as ações que possamos vir a implementar na área ambiental têm sustentabilidade científica. A esta intenção não é alheio o facto de estarmos a dar passos, também, para a criação de uma Exploração-Escola, em parceria com a Escola Superior Agrária de Santarém: o "Centro Tecnológico da Suinicultura". Pretendemos tirar partido de todas as sinergias possíveis nesta matéria.»

O “Guia para o Desenvolvimento Sustentável da Suinicultura: efluentes, emissões e energia” será desenvolvido por uma equipa multidisciplinar de especialistas nas áreas de Geologia, Sustentabilidade e Efluentes e Química e Ambiente. O alinhamento das ações a implementar para a concretização do documento deverá ser apresentado em maio de 2020, por ocasião da Feira do Porco que se realiza nos dias 14, 15 e 16 de maio no Montijo.

A parceria estabelecida e a criação do documento de orientação estratégica foi um dos temas centrais da reunião ocorrida na passada segunda-feira entre o Secretário de Estado da Agricultura e Desenvolvimento Rural, Nuno Russo e a FPAS. Segundo Vítor Menino, presidente da organização, «a FPAS assume a preocupação com o ambiente e a transição energética da fileira como um desígnio estratégico de uma atividade que se pretende revitalizar e inovar»

Na reunião ocorrida a FPAS abordou, ainda, entre outros assuntos, temas relacionados com a sanidade e bem-estar animal, a intensificação das ações de exportação de carne de porco e a comunicação e promoção do setor.

 

Legenda foto | da esquerda para a direita: Gonçalo Pimpão, Diretor da FPAS para a área de sanidade animal; David Neves, Vice-presidente da FPAS, Nuno Russo, Secretário de Estado da Agricultura e Desenvolvimento Rural; Vítor Menino, Presidente da FPAS; Susana Pombo, Assessora do Secretário de Estado da Agricultura e Desenvolvimento Rural; Nuno Correia, Diretor da FPAS para a área das exportações; João Bastos, Secretário-Geral da FPAS.


Fonte: Goaldoneway
Data de publicação: 2019-12-12 08:05:08

1287 visualizações